Noções





















Entre mim e mim, há vastidões bastantes
para a navegação dos meus desejos afligidos.
Descem pela água minhas naves revestidas de espelhos.
Cada lâmina arrisca um olhar, e investiga o elemento que a atinge.
Mas, nesta aventura do sonho exposto à correnteza,
só recolho o gosto infinito das respostas que não se encontram.
Virei-me sobre a minha própria experiência, e contemplei-a.
Minha virtude era esta errância por mares contraditórios,
e este abandono para além da felicidade e da beleza.
Ó meu Deus, isto é minha alma:
qualquer coisa que flutua sobre este corpo efêmero e precário,
como o vento largo do oceano sobre a areia passiva e inúmera...

Cecília Meireles

Um comentário:

Anônimo disse...

OI FLOR DE LARANJEIRA !

HUMMMMMMM

[:)]

SAIU DO ORKUT ?
QUE FOI ?
TE ENCHERAM O SACO .

ME DÁ UM OI .

TUDO DE BOM .

[:)]

INESQUECÍVEL !!!!

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=13276366714751670025

BJO.

.