O Rei do Mar




Muitas velas. Muitos remos.
Âncora é outro falar...
Tempo que navegaremos
não se pode calcular.
Vimos as Plêiades. Vemos
agora a Estrela Polar.
Muitas velas. Muitos remos.
Curta vida. Longo mar.

Por água brava ou serena
deixamos nosso cantar,
vendo a voz como é pequena
sobre o comprimento do ar.
Se alguém ouvir, temos pena:
só cantamos para o mar...

Nem tormenta nem tormento
nos poderia para.
(Muitas velas. Muitos remos.
Âncora é outro falar...)
Andamos entre água e vento
procurando o Rei do Mar.

Cecília Meireles

4 comentários:

REGGINA MOON disse...

MARAVILHOSO!!!
Adoro esse Blog, feito com tanta riquesa de imagens, a escolha dos poemas, tudo encantador!!
Uma grande alegria e prazer visitá-la!!Sou sua fã...
Beijos,

Reggina Moon

Liana Olindina Rosado Ventura disse...

Selminha,
Cada vez mais sua fã,amiga...lindo tudo isso aqui!
Beijo!

HAZEL disse...

Que encanto. Adorei os poemas, as fotos, tudo com muito bom gosto.

Vou seguir o teu blog, para estar a par dos novos posts.

Beijos mágicos!

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para criar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos.Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos.Meu e-,ail asilvareis10@gmail.com